Importância da dispersão das sementes

É sabido que as plantas não têm locomoção própria. No entanto é fundamental que as jovens plantas se afastem entre si e da planta adulta que lhes deu origem, caso contrário ficariam todas em cima umas das outras. Se isto acontecesse não teriam condições para crescer saudáveis pois teriam que competir entre si pela luz, pela água e pelos minerais do solo.

A solução para este problema está na dispersão das suas sementes. Embora utilizando diferentes processos, as plantas conseguem espalhar as suas sementes por vezes por áreas muito distantes. Como é que o conseguem fazer?

Vejamos...

1) Sementes disseminadas pelos animais.

São muitas as espécies de plantas que produzem frutos comestíveis. Muitas vezes estes apresentam cores vivas, perfumes atraentes e sabor agradável despertando a atenção e o interesse de muitos animais, o seu aspeto é um verdadeiro convite a serem comidos!


Há muitas aves que incluem frutos na sua dieta alimentar.

Uma vez ingeridos pelos animais, os frutos são digeridos mas as sementes resistem à ação dos sucos digestivos. Mais tarde os animais libertam as sementes juntamente com as fezes. Sem se aperceberem, os animais contribuem, assim, para a dispersão das sementes.


Há também sementes e frutos com "ganchos" ou "espinhos" que se prendem no pelo dos animais ou na roupa sendo assim transportados para longe da planta que os originou.

Cão com sementes de bardana presas no pelo.




2) Sementes dispersas pelo vento.


Sementes do dente-de-leão disseminadas pelo vento.
O vento também contribui enormemente para a dispersão de sementes. Neste caso as sementes são leves e possuem muitas vezes estruturas que as ajudam a planar, como no caso das plúmulas do dente-de-leão ou das asas membranosas do pinheiro-bravo e do ácer.


3) Sementes dispersas pela água.

Há certos frutos que estão adaptados à dispersão pela água. São impermeáveis e têm a capacidade de flutuar. Um dos exemplos mais conhecidos é o coco.

O coco é um fruto adaptado à dispersão pela água. 

4) Sementes projetadas pelo pericarpo do fruto:

Em certas espécies de plantas o pericarpo abre violentamente e projeta as suas sementes à distância. Podes ver dois exemplos nestes pequenos vídeos:

 



A dispersão das sementes é um tema que demonstra os fascinantes mecanismos que ocorrem na natureza e que asseguram a vida no nosso planeta tal como a conhecemos. Caso estejas interessado(a) deixo-te, para terminar, um magnífico vídeo sobre a dispersão das sementes. Acontece que é falado em inglês mas as imagens valem por si. Podes vê-lo AQUI.


KJHKHJ

22 comentários:

Anónimo disse...

7º ano cá vou eu!!!!!

Ass: MJ 6ºA

:D

Anónimo disse...

ola professor gosto muito do seu site é muito interessante mas quero-lhe fazer outra pergunta você continua na nossa escola?

Ines nº15 6ºE

13-09-2012

PG disse...

Olá Inês!

Espero que tenhas passado umas ótimas férias. Sim, vou continuar na escola mas não me deram a tua turma. De qualquer forma o clube de ciências vai continuar a funcionar!

Bom ano!

Prof disse...

O seu site é muito interessante e bastante completo!

Parabéns!

Vou adicioná-lo no meu blog. Convido-o também a visitar o meu, e se achar bem, também adicioná-lo aqui.

Cumprimentos

http://cienciasnaturaisnatureza.blogspot.pt/

lucilia da silva miranda disse...

Olá prof

o blog é muito interessante adorei!

Anónimo disse...

Ola professor sou a Jessica aquela que foi sua aluna do 5i que foi para fora .tenho muitas saudades suas eólicos professor

PG disse...

Olá Jéssica. Tudo bem contigo nessa tua nova vida? Continua a visitar o site e vai mandando notícias!
Beijinhos e muitas felicidades.

PG disse...

Estás na Austrália, se bem me lembro.
O que é que estás a estudar em Ciências?

Beijinhos outra vez!

B disse...

Olá prof sou a Gabriela não estou a perseverança nada a matéria do 6 ano

PG disse...

Desculpa, mas não entendi o teu comentário.

Gabriela disse...

Eu estou a dizer que agora eu ando com negativa a ciencias ando as voltas dos 1 porcento a matéria do 6ano e muito difisel

PG disse...

Olá Gabriela,

Um por cento? A tua situação parece ser muito complicada. Dou-te um conselho: tens que te esforçar mais e pedir ajuda ao teu professor. Não desistas! Ainda estamos no início do ano...

Beijinhos e bom trabalho.

Gabi disse...

Obrigado

Anónimo disse...

Você ainda tem o clube de ciencias?

Gabriela

PG disse...

Infelizmente o clube de ciências este ano não funciona porque não tive horas disponíveis. Talvez para o ano, quem sabe...

Anónimo disse...

Olá professor sou a Jessica da antiga turma do 5 i tive boas notas és período teve tudo 5 a todo

PG disse...

Parabéns, fico muito contente!

Rafael Teixeira disse...

Ola professor.Gosto muito do seu site.Acho que é um otimo sitio para estudar.Mas tenho um pergunta, o meu teste vai ser esta sexta e nao sei se dente de leao aida se escreve assi: Dente-de-leao...
Porfavor se me poder tirar essa duvida agradecia muito.

Nuno nº11 6ºH

PG disse...

Olá, já tive a oportunidade de te responder a essa questão. Usa-se hífen entre as palavras que formam os nomes vulgares das espécies. Portanto tens razão!

Samuel Soares disse...

obrigado professor pg nao sou da sua escola mas o seu site me ajudo muito no meu trabalho de ciencias obrigado

Samuel Soares disse...

PG o vido nao esta rodando

sara albuquerque disse...

ola professor gostei muito dessa pagina mais gostaria de um estudo mais profundo completo e complexo sobre o vento tais como surgimento velocidade quimica fisica beneficios catastrofico tipos etc....